quarta-feira, 17 de abril de 2013

Câncer :: Um ano do diagnóstico

Faz dias que eu estava pensando nessa data e em várias coisas pra postar. Hoje, nem lembro de todas as coisas, é um sobe e desce de notícias. Notícias ruins. Mas nenhuma foi como a deste dia, 17 de abril de 2012. O dia que eu fui pegar o resultado da biópsia da colonoscopia feita no dia 16. E estava lá: Adenocarcinoma intestinal bem diferenciado. Um tumor maligno.

Eu havia feito a colonoscopia no dia 16, e ao chegar em casa e me recuperar do remédio de dormir, comecei a procurar na internet, pois já havia lá dizendo o tamanho da lesão: 6cm. Depois confirmada na ressonância medindo 7,8 cm. Eu só conseguia achar tumor medindo mais de 6cm, em 90% dos casos era maligno. Eu já sabia que era um câncer. Chorei. Chorei muito. Tomei um remédio pra dormir e tentei pensar que ainda assim poderia não ser um câncer.  Mas não adiantou.

Aprendi que não adianta o quanto te digam que "não é nada" ou "vai dar tudo certo". Na maioria das vezes não dá. E parece que em toda minha vida esse é a lição que preciso aprender por que eu sempre acredito. E sempre me decepciono. As pessoas dizem que Deus vai ajudar, e que não deve ser nada e que Ele não dá nada que você não possa aguentar. Falam positivamente, até vir o diagnóstico ruim ou contrário ao que falaram que Deus faria na sua vida, aí o discursso muda para "Deus quis assim, foi da vontade dele.", mas ora, a vontade dele não era aquela antes que você estava me dizendo...?

Enfim, a raiva é normal. Qual paciente de CA que não teve raiva de Deus e do mundo? Jogue a primeira pedra. Tristeza. É recorrente. Lembrando de novo deste dia... Eu não fui trabalhar, não tinha a menor condição, pois por mais que eu tentasse pensar em qualquer outro assunto, só pensava no resultado da biópsia. A viagem inteira no ônibus foi assim, nunca fiz uma viagem tão triste na minha vida. Segurando as lágrimas, com medo de desperdiçá-las. Foi uma dor muito estranha, não consegui controlar os próprios pensamentos, e o medo do que estava por vir, o medo de não obter a cura. Morrer.

Quando cheguei lá no laboratório, não estava pronto. Esperei até as 17:30h. Me chamaram. Antes de entregar a moça falou: "Esse exame é seu mesmo?" Pronto. Eu sabia que era câncer. Pois já havia lido na internet que era um CA que aparecia em pessoas após os 60 anos, e após os 50 quando há casos na família. Eu tinha 29, e não tinha nenhum caso na família, ela perguntou por que obviamente o resultado era totalmente incomum. E assim estava a nota de rodapé: "Dada a idade da paciente é preciso comparar o resultado com o exame de colonoscopia, pra comprovar." Não havia dúvidas, a foto do tumor estava lá na colonoscopia.

Não conseguia encontrar nada. Informação nenhuma sobre esse câncer na minha idade. Fui com coragem, como um tiro no escuro. E aí, fiz o blog, e aqui alguém, algum dia será diagnosticado com esse tipo de CA na minha idade ou mesmo mais novo, e encontrará um caminho pra poder se preparar para o que virá. Não é fácil e a propósito por mim, nenhum precisaria chegar até aqui. Principalmente se for mulher e não tiver filhos, nem for casada ainda. Por que vai ver toda sua juventude e sonhos jogados fora. Sem vida sexual saudável e sem filhos. Como uma idosa de 60 anos, só que sem ter vivido sua maturidade por completo. Quem discorda me desculpe, é muito injusto. Por que até mesmo no CA de mama, que é muito mais agressivo, nessa idade, sua juventude volta ao normal em 90% dos casos, tudo volta a funcionar direitinho.

Post triste? Que nada... Estou caminhando para 2 meses de remissão. Nova ressonância em junho para ver como está o fígado. E me molhando... Por que quem está na chuva, não é pra se molhar? Estou encharcada, pense num toró! Vivendo o que posso, o que me resta, e o que não me restou tentando transformar, por que o que está ao meu alcance pra ser feliz  eu faço. Já o que não está, só me resta lamentar.


Boa Sorte! Doe Sangue! Doe medula! Doe VIDA

Se você foi acometido pelo Câncer Intestinal (Colorretal) seguem dois links com bastante informação, é só clicar no nome: 

9 comentários:

  1. Um post de uma guerreira!
    Sério! ;*

    Espero que dê tudo certo, estou aqui mandando pensamentos positivos para você. Quando a gente se vê perto da possibilidade de morrer, as coisas, os pensamentos mudam radicalmente na nossa vida.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Mi. Obrigada pelas palavras! Um xero..

      Excluir
  2. Milena, Jesus! Eu te conheci, fui teu colega de design. Sinto muito, muitíssimo mesmo.Você é uma guerreira, pessoa inteligente e estudiosa, não há dúvidas. Talvez você não creia em Cristo, Yeshua, Filho de Deus, mas eu creio e vou orar muito por você.

    Olha, eu nunca digo "Deus vai te proteger disso...", porque eu não sei o que Ele quer para nós. Ninguém sabe. As vezes é assustador: levamos uma vida tão saudável, por que adoecemos dessas coisas? Outras, nos degradamos em auto-destruição e ficamos doentes e eu sempre fui especialista nisso. Infelizmente.

    Se eu pudesse impor as mãos e curar alguém, por Cristo, seria você. Veja, Eu estou sofrendo de uma prostatite (infecção da prostata) horripilante com um outro problema, benigno (mas benigno não é benéfico...). Aliás, os dois são benignos, mas doem muito e são crônicos, acabam comigo, não me deixam trabalhar. De um vou ter que operar, quase certo. Não é tão grave quanto o que você teve, por isso nem deveria reclamar disso com você.

    É isso, você recebe apoio dos pais, abraços, mensagens de suporte e parece que nada muda os fatos. O sono é díficil, perturbado, você cai na vigilia, aquele sono leve, e acorda aos prantos. Evite o sono da tarde, é horrível, digo por experiência própria...Mas eu creio em Deus, porque já vi milagres, alguns aconteceram comigo, que sou um pecador ingrato...imagino que você mereça mais do que eu.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Bruno. Lembro de tu homi! =)
      Veja, sim acredito que Jesus Cristo existiu nesta terra. Deus, o caos do mundo me põe a duvidar o tempo inteiro... Não sei.Não sei como ele pode me proteger me fazendo tanto mal. Principalmente quando busco o tempo todo só fazer o bem. Como disse... Antes eu tivesse sido a pior das criaturas, talvez tivesse um propósito de fato. Agora penso em tudo que não poderei fazer. Mas é a vida. É o caos. E é cruel. Para mim, é. =) Beijão pra tu! E muita saúde, que no seu caso não hajam sequelas! Estou torcendo. Obrigada pela dica! Não acredito mais em milagres. Sorry.

      Excluir
  3. Milena, chegei até teu Blog por causa da rinoplastia, fiz uma em Janeiro, e Graças a Deus está indo bem... Um pouco inchado e dolorido no local mas tudo certo (Tinha desvio de sépto também)...
    Teu Blog ficou marcado nos meus favoritos e hoje entrei aqui e li o que vc havia postado, uma belíssima narrativa bem detalhada, mas com muita mágoa por tudo que vem te acontecendo...Não podia ser diferente, não há como te recriminar por sua descrença. Mas Eu Acredito SIM em Milagres, sou Católica, cheia de falhas, com muitos defeitos mas mesmo assim sinto a presença de Deus na minha vida... Entendo o teu modo de pensar, por muito menos a gente se pergunta "Por que comigo??? Não mereço passar por isso!!!"... No teu caso não há o que comparar, jovém, solteira, sem filhos, passando por tudo isso... É de se endagar realmente "Porque?????"
    Mas eu sei que mesmo vc não crendo, Deus está contigo, não leve essas palavras como mais uma frase de encorajamento, porque as palavras tem força. Tem horas que nada faz sentido, já passei por momentos assim, em que o que eu mais queria era nascer denovo e fazer tudo diferente, mas aí a gente se dá conta que a vida é um eterno recomeço cabe a nós sabermos como fazer... E vc menina está fazendo a diferença, as tuas palavras estão chegando a muitos lugares... Chegou ao meu coração cheregará a muitos outros!!!
    Você não precisa crêr, mas acredita que tem gente fazendo isso por vc e que O Milagrer Vai acontecer com VOÇÊ, Eu estou acreditando nisso.
    Um enorme beijo pra ti, "Felicidade é só questão de ser
    Quando chover, deixar molhar
    Pra receber o sol quando voltar..."

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada Lili... Lindas palavras! Fico muito grata!! Muito mesmo!! Um xero! =)

      Excluir
  4. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  5. Meu namorado de 27 anos, passou pela mesma cirugia do intestino e retirou um adenocarcinoma de 12 cm. foi retirado 45 cm do intestino delgado dele. começou o tratamento de quimioterapia a 5 dias, os efeitos colaterais nao vieram. e ele nao precisara passar por radioterapia. Deus tem nos amparado e nos guardado, mais e muito dificil. Bjus

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É, eu já vi que no intestino delgado não tem radio... Isso é bom. Toda sorte do mundo para seu namorado, ele é jovem e tudo dará mais do que certo! Abraços!

      Excluir